Cinco dias para as eleições e enfim, todas as especulações sobre as alianças homofóbicas (nomeadamente a maior  -  Silas Malafaia) de José Serra se concretizam. Em evento da Assembléia de Deus, Serra promete vetar a PLC 122 caso aprovada pelo congresso.

O discurso para desferir tal golpe contra a população LGBT foi coincidentemente o mesmo de Silas Malafaia (que coisa, né?) que diz que a lei que pune a discriminação por orientação sexual fere a liberdade de expressão de pastores evangélicos.

Para você que tem dúvidas em relação a PLC 122, leia aqui:

http://eleicoeshoje.wordpress.com/plc-122/

A notícia foi publicada nos principais portais de notícias, inclusive a Folha > Leia na íntegra:

http://migre.me/1Nmxw

As declarações do candidato aparecem quatro dias depois de dois alunos da USP serem vítimas de homofobia durante uma festa na “Escola de Comunicações e Artes” em São Paulo. A notícia repercutiu na mídia em geral, e deixa ainda mais clara a falácia de se negar a PL 122:

“As marcas das agressões já sumiram de seus corpos, segundo o casal, mas as lembranças das agressões persistem. Disposto a reagir, Henrique decidiu fazer um boletim de ocorrência na manhã desta terça na Polícia Civil. Como homofobia não é crime, o caso foi registrado como injúria e lesão corporal na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), na região central da capital.” (Via G1. Leia na Íntegra: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/10/temos-medo-de-ir-festas-da-usp-dizem-gays-vitimas-de-homofobia.html)

Portanto se você é LGBT, tem amigo ou parente LGBT, se sensibiliza com a causa, ou simplesmente acha perigoso que um candidato use os direitos de uma parcela da população para obter voto (afinal, amanhã podem ser os seus direitos a serem “leiloados”) já sabe em quem NÃO VOTAR nessas eleições.

José Serra será lembrado como o candidato que tentou chegar ao poder pisando nos direitos das minorias. Vergonhoso.