Primeiro Ministro do Zimbábue diz que direitos gays são direitos humanos

O primeiro ministro do Zimbábue, Morgan Tsvangirai mudou de idéia e se declarou em favor dos direitos dos homossexuais, e disse que agora quer que eles sejam protegidos na nova constituição. Em entrevista a BBC News, ele disse que direitos gays são direitos humanos, e que devem ser respeitados pelo povo do país. “É um assunto muito controverso na África. Minha atitude é de esperar que a constituição virá com liberdade de orientação sexual, contando que não interfira na vida de outras pessoas. Para mim, eles são direitos humanos”, disse.

No passado, Morgan havia concordado com o presidente (homofóbico) Robert Mugabe, que condenou publicamente homossexuais, dizendo que eles eram ‘piores do que cães e porcos’. Ambos, anteriormente, haviam se recusado a garantir direitos para os homossexuais na nova constituição que está sendo desenhada e será colocada em votação popular no próximo ano. De acordo com a leis promulgadas por Mugabe, em 2006, é ilegal o sexo e demonstrações de afeto entre pessoas do mesmo sexo, como abraçar, andar de mãos dadas, ou beijar.

***

Nota do @delucca: Só a declaração do Primeiro Ministro já é um avanço inominável para a África preconceituosa e forrada de regimes que criminalizam a homossexualidade, punida até com pena de morte. Vamos ver até que ponto Morgan Tsvangirai defenderá seu ponto de vista.