Por Luis Arruda

Mal acabou de se encerrar o primeiro turno das eleições 2014 e nas redes sociais já vemos boa parte da militância LGBT se posicionando cheia de energia e certezas, tentando convencer o voto em Dilma ou em Aécio. Fico realmente pasmo em como o petismo, o tucanismo, ou o anti-petismo ou anti-tucanismo podem cegar as pessoas e impedí-las de pensar estrategicamente.

THe WallMe pergunto como um militante LGBT pode aderir tão rapidamente a candidaturas que não tem compromisso integral com nossa cidadania? Que por escrito não indicaram em momento algum que são a favor da Lei de Identidade de Gênero João W. Nery, nem da equiparação da discriminação por orientação sexual e identidade de gênero à lei do racismo, nem ao Casamento CIVIL Igualitário, sem falar das questões de educação e saúde para a população LGBT. Que inclusive já mostraram que dependendo a conveniência política não tem problema em se aliar a fundamentalistas, como Dilma ao suspender o Escola Sem Homofobia ou Aécio ao fazer parte da a bancada fundamentalista também conhecida como “Frente Parlamentar da Família e apoio a vida” no Senado.

Gente que diz textualmente em seus posts e comentários que temos que pensar na sociedade como um todo e não apenas na questão LGBT. Como assim?! Pensar nas questões LGBT é pensar na sociedade como um todo. Uma candidatura que respeita a diversidade sexual é uma candidatura que enxerga a cidadania para além da economia, para além do consumo, que claramente vê que cidadania passa por educação, saúde e cultura, muito mais do que por poder de consumo. Também é uma candidatura que demonstra que não tolera excluídos em seu governo, o que, ao meu ver, se reflete na sociedade como um todo sim!

movimento LGBTFaço aqui um questionamento a esses militante:- por que em vez de gastar sua energia e tempo tentando convencer a população LGBT a votar em Dilma e Aécio vocês não usam essa imensa disposição que percebo, para pressionar as candidaturas a tomar uma posição mais efetiva quanto à causa LGBT? Por que não vamos todos nós militantes cobrar Dilma e Aécio uma posição clara e definitiva sobre o tema antes de sair por aí dando apoio de graça?

Muitas vezes, acho que a falta de auto-estima a que somos impostos no nosso dia-a-dia pelos estigmas e preconceitos que sofremos afeta a capacidade de alguns de se darem o real valor. Afinal por que apoiar gratuitamente quem não nos apóia integralmente? Vamos lutar pelos nossos direitos! Vamos pressionar para que Dilma e Aécio tomem uma posição! Não vamos dar xeque em branco para quem negocia nossa cidadania sempre que pressionado. É hora de pensar estrategicamente de pressionar de cobrar posição! Depois não adianta reclamar quando trocarem tão fácil nossa cidadania pela governabilidade, afinal boa parte de nós mesmos, me parece, não estamos dando o devido valor a ela.

Luis Arruda é membro do GADvS (Grupo de Advogados pela Diversidade Sexual), moderador do Grupo Ato Anti-Homofobia no Facebook.

(Visited 149 times, 1 visits today)