Por Leandro Oliveira

Reinaldo de Azevedo, colunista da Veja, apareceu com um novo texto falando sobre a repercussão que suas declarações sobre o PLC122 deram, principalmente entre a “militância gay”. No texto que Azevedo escreve, ele acusa de “besta quadrada” todos aqueles que democraticamente, não concordaram com suas palavras. Sim! E ele ainda defende a liberdade de expressão. Vejam só! Azevedo, esse que pertence a mídia que não pode ser criticada, a mídia da “palavra final”, que não é aberta ao diálogo, acusa a militância mais uma vez de gayzista (sic).

Vamos deixar claro aqui, que em nenhum momento esperávamos uma mudança de postura de Azevedo. Ou uma maior polidez em suas palavras. Os pequenos trechos de suas declarações reacionárias, já denotam a qualquer “besta quadrada” que a última coisa que Azevedo considera como importante é o reconhecimento do erro. Erro sim! Por que em nenhum momento de sua “avaliação” Azevedo lembrou ao caro leitor – ou deveria dizer “besta quadrada”? – de sua “coluna” que ele se utilizou da redação antiga do PL1C22. Também não considerou que a fala “lei que protege gays” é extremamente falaciosa, uma vez que a lei protege a todos, pois criminaliza a discriminação por orientação sexual. De uma forma reacionária sim, ele ainda levantou a bandeira, de forma irônica (deveríamos agradecê-lo pela sua ironia?) da busca por proteção, dos brancos heterossexuais. Esquecendo-se que tanto a lei do racismo, quanto o PLC122 protegem ambos os grupos.

Azevedo ainda lembrou aos “homossexuais esquecidos” do brilhante tratamento que a mídia dá aos gays. Sim, vamos comemorar pessoal! Nós somos as bichas afetadas da praça é nossa! Os gays assexuados ou heterossexualizados das novelas! Nós somos os cabeleireiros da minissérie! A travesti com o peito de fora da parada gay! A bicha excêntrica dos programas populares! Vamos sentar nos nossos sofás, com as nossas famílias não reconhecidas, e agradecermos pela pejoratividade com a qual mostram as nossas vidas.

Será que os reacionários de plantão diriam que estamos sendo preconceituosos com os homossexuais que estão estampados na mídia? Não duvido. Isso porque o único modelo de heterossexuais que temos, obviamente, é o heterossexual excêntrico, promíscuo, apático e assexualizado. E devemos agradecer a liberdade de expressão que nos é imposta por essa “democracia”.

Sim, porque para Azevedo toda a crítica que parte de “bestas quadradas” e toda a militância gay é gayzista (sic). Não levantem-se gays! Lutar por igualdade? Aqui? Vocês querem demais! Vocês devem agradecer que a mídia agora noticia os assassinatos de LGBTs. Agradecer que agora a violência às quais vocês estão expostos não é mais ignorada. Agradecer que estudantes não mais engolem o discurso preconceituoso de professores e alunos. Agradecer que uma parte da população já não olha mais com bons olhos as violências das quais vocês foram sempre expostos. E a quem vocês devem agradecer? Não está lógico? – Os gays devem agradecer as “pessoas de bem” como Azevedo – que um dia acordaram e disseram: Os gays sofrem violência! Que barbárie! E eu não sabia! Algo precisa ser feito!

Sim, porque a militância “gayzista” não tem nada a ver com isso. A militância gayzista, essa que se preocupa com igualdade de oportunidades, que levanta a voz contra colunistas fascistas, que diz não a violência moral, que procura mostrar a população as falácias dos discursos reacionários, que se movimenta através de protestos democráticos contra barbáries institucionais. Essa militância é besta e antidemocrática!

Aliás, militância democrática é aquela que invade o Senado com placas pró-família, e dizendo “devemos rasgar a bíblia?”. É aquela que se utiliza de concessões públicas para pregar inverdades contra minorias. Sim, essa militância tem direitos de insurgir-se, essa militância não é alguma coisa “zista”, essa militância tem direito de protesto.  Sim, a militância “civilizada” que desrespeita o estado laico, de direito, fazendo passeatas contra o direito de outros grupos. Esta tem liberdade de se expressar e não ser criticada.

Sim, por que o que essa militância gayzista não sabe é que a nossa sociedade não é homofóbica! Está certo que é negado aos gays o direito até mesmo de se expressar, de protestar, de ir contra, de ficar abismado com a violência física e moral que nos assola.

Mas temos liberdade! Temos gays na TV! Um gay ganhou o BBB! Vejam que feito! O que os gays querem mais, me diz?

Então se nos permite Azevedo, usarmos do pouco de liberdade de expressão que ainda nos resta. Se nos permite ultrapassarmos um pouquinho o limite democrático que você delimitou com suas palavras aos gays. Queríamos ao menos, pela primeira vez, não nos fazermos de vítimas. Despirmos-nos dessa capa de bom-senso e até respeito que temos pela opinião alheia e lhe responder com o mais puro reacionarismo, infantilidade e “liberdade de expressão” de que ainda dispomos: Azevedo, besta quadrada é você!

(Visited 10 times, 1 visits today)