Tava demorando. A frente evangélica, preocupada sempre mais com a retirada de direitos de minorias do que com questões importantes da sociedade, mais uma vez quer barrar projetos de avanços para casais homossexuais. O foco da vez agora é a recente resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) que permite que casais de homossexuais recorram à técnicas de fertilização em laboratório.

De acordo com o site da câmara o presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO, foto ao lado), quer sustar a recente resolução alegando que temas como estes deveriam ser tratados em lei. “Estou providenciando uma proposta de decreto legislativo para suspender os efeitos dessa resolução e recomendei à minha assessoria a possibilidade de alguma medida judicial”, diz João Campos.

A presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, deputada Janete Rocha Pietá (PT-SP), informou que não só concorda com a resolução do CFM como disse que a bancada evangélica está empenhada em uma série de ações de motivação homofóbica. Na ocasião ela ainda citou o kit de combate a homofobia que está sendo alvo de críticas por parte da bancada.

A reportagem a resolução do CFM você pode ver aqui.

Fonte: Agência de Notícias da Câmara.

(Visited 56 times, 1 visits today)