O blog Eleições Hoje virou um site para poder atender melhor a  demanda e continuar seus trabalhos.

Alguns questionam o nome “Eleições Hoje”  pelo fato das eleições já terem passado.

As eleições passaram sim, mas acontecem a cada dois anos e um dos objetivos do nosso blog original era apoiar e divulgar políticos comprometidos com a causa LGBT, mas este nunca foi nosso único objetivo, mais importante que isso é acompanharmos o trabalho dos eleitos, mesmo os não comprometidos, pois estes governam ou legislam a todos brasileiros e brasileiras.

Defender Direitos Humanos a todos, igualdade jurídica e dentro das políticas públicas é o maior objetivo de nossa equipe, que procura sempre se atualizar, pesquisar para divulgar levantamentos e ações.

Agradecimentos especiais para nossos autores e editores: Leandro Oliveira, Marcelo Gerald, Karla Joyce, Erika Souza, Eduardo de Melo Teixeira, Thiago Fiago e Ubirajara Caputo.

Aos autores que postaram em caráter especial no blog ou no site do PLC122: Johnny Dias, Alexey Dodsworth, Paulo Mariante, Alexandre Parger, Tomás Floris, Felipe Oliva, Patrik Thiago Bomfim.

Agradecimento mais que especial à grandiosa contribuição que o advogado constitucionalista Paulo Roberto Iotti Vecchiatti deu ao antigo blog e em ao site do PLC122, especialmente no texto Entenda o PLC122, Paulo demonstrou em seus textos publicados em nosso espaço a mesma sabedoria e capacidade de esclarecimento que usou diante dos ministros do STF ao defender a união homoafetiva.

Agradecimentos também a todos Senadores, Deputados Federais e estaduais que seguem um de nosso twitters (@Eleicoeshoje ou @plc122SIM ) e muitas vezes tem se mostrado abertos a nosso questionamentos:

Senadores:  Ana Amélia Lemos, Benedito, Casildo Malder, Eunício, Rodrigo Rollemberg, Acir Gurgacz, Ângela Portela e agradecimento especial à Senadora Marta Suplicy que vem se empenhando muito pela causa LGBT.

Deputados Federais: Brizola Neto, Erika Kokay, Ivan Valente e Chico D´Angelo.

Agradecimento especial ao Deputado Jean Wyllys, que nos dá orgulho pela belíssima e consistente defesa toda vez que vai a tribuna ou é entrevistado. Jean se tornou um exemplo de cidadania a todo o Congresso e não somente pela defesa dos LGBTs, mas de toda a população.

E também agradecemos a ex-Senadora Fátima Cleide pela grande contribuição que deu à causa LGBT e sempre foi prestativa a todas nossas dúvidas no twitter. Fátima Cleide defendeu Direitos Humanos e a causa LGBT quando poucos fizeram algo por nós, nem mesmo seu partido se empenhou tanto quanto ela na última Legislatura. Ao ler hoje seu relatório sobre o PLC 122 vimos que tudo que alguns religiosos reivindicam no projeto já está lá. A ex-senadora pensou na igualdade de todos, mas a impressão que temos hoje é que parte da mídia e dos religiosos ignoram propositalmente seu trabalho, quando citam o PLC122 não viram o substitutivo.

Agradecemos também a todos seguidores do twitter, em especial Marcos Oliveira que vem ajudando muito nossa equipe levantando dados e os que ajudam muito divulgar nosso trabalho, como Chico Capeta, o pessoal do Dê Bandeira, a equipe do HomofobiaNAO,  a equipe do portal Gay1, Wesley do site T-Lover, Luisa do blog Cultura Crossdresser e a todos que ajudaram muito quando éramos um pequeno blog desconhecido.

Nas outras redes sociais não podemos deixar de agradecer aos membros e à moderação do maior fórum de debates sobre homofobia, a “ Homofobia Já Era”. A comunidade foi constantemente perseguida por  homofóbicos e pessoas que dedicaram tempo apenas para atacar e copiar seu conteúdo, mas hoje com mais de 65 mil usuários é um dos poucos fóruns que mantem a qualidade dos debates no Orkut. E foi lá que muitas de nossas ideias e discussões surgiram.

E pra finalizar a todos que dão a cara  a tapa, a todos que contribuíram pouco ou muito mas que fizeram a diferença na história do movimento LGBT, como Toni Reis e Irina da ABGLT.

Os grupos que surgiram no ano passado no meio de tanta notícia ruim contra a causa gay, como o Ato Anti Homofobia e a Frente Paulista contra a Homofobia.

Pequenas ações nos dão esperança que num futuro não distante viveremos num Brasil melhor e igualitário.

“Tolerar a existência do outro e permitir que ele seja diferente ainda é muito pouco. Quando se tolera, apenas se concede, e essa não é uma relação de igualdade, mas de superioridade de um sobre o outro.” (Saramago)

“As pessoas têm medo das mudanças. Eu tenho medo que as coisas nunca mudem” (Chico Buarque)

‎” Algumas vezes quebram minhas pernas, chutam minha cara , pisam em meus dedos, eu sobrevivo. Tenho sobrevivido. Sou marcado sim, mas faço valer cada uma das minhas cicatrizes” (do filme Nome Próprio, escrito por Clara Averbuck)