Por Le Peret

Segundo o IBGE, conforme o Censo 2010 (levando-se em consideração uma pessoa de referência por domicílio e suas relações com os demais moradores do domicílio), existem os seguintes tipos de composições familiares possíveis:

1 – Família unipessoal (sim, pessoa morando sozinha é considerada núcleo familiar)
2 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) sem filhos/as
3 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) sem filhos/as
4 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com filhos/as naturais
5 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com filhos/as naturais
6 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com enteados/as
7 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com enteados/as
8 – Homem com filhos/as naturais
9 – Mulher com filhos/as naturais
10 – Homem com enteados/as
11 – Mulher com enteados/as
12 – Homem com os pais
13 – Mulher com os pais
14 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com os pais de um dos cônjuges
15 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com os pais de um dos cônjuges
16 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com os pais dos dois cônjuges
17 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com os pais dos dois cônjuges
18 – Homem com os sogros
19 – Mulher com os sogros
20 – Homem com os avós
21 – Homem com os bisavós
22 – Mulher com os avós
23 – Mulher com os bisavós
24 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com os avós
25 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com os avós
26 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com os bisavós
27 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com os bisavós
28 – Homem com netos
29 – Homem com bisnetos
30 – Mulher com netos
31 – Mulher com bisnetos
32 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com netos
33 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com netos
34 – Homem com irmão ou irmã
35 – Mulher com irmão ou irmã
36 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com irmão/irmã de um dos cônjuges ou de ambos
37 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com irmão/irmã de um dos cônjuges ou de ambos
38 – Homem com tios
39 – Mulher com tios
40 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com tios
41 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com tios
42 – Homem com sobrinhos
43 – Mulher com sobrinhos
44 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com sobrinhos
45 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com sobrinhos
46 – Homem com primos
47 – Mulher com primos
48 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com primos
49 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com primos
50 – Homem com outros parentes
51 – Mulher com outros parentes
52 – Casal (cônjuges do mesmo sexo) com outros parentes
53 – Casal (cônjuges de sexos diferentes) com outros parentes
54 – Agregados (pessoas sem parentesco com a pessoa de referência nem com seu cônjuge, que não pagavam hospedagem nem alimentação)
55 – Pensionista (pessoas sem parentesco com a pessoa de referência nem com seu cônjuge, que pagavam hospedagem e/ou alimentação)
56 – Empregado/a doméstico/a residente no domicílio, em qualquer uma das configurações acima.
57 – Parente de empregado/a doméstico/a residente no domicílio, em qualquer uma das configurações acima.

n-FAMILIAS-large570

Obs. 1: nem todos os tipos podem ser contados individualmente, alguns estão agregados em categorias maiores, mas são citados assim mesmo.

Obs. 2: Não estou considerando nessa lista as famílias conviventes (dois ou mais núcleos morando no mesmo domicílio), exceto no caso de casal morando com os pais de um ou dos dois cônjuges, ou de empregado/a doméstico/a morando com parentes no mesmo domicílio. Exemplos de famílias conviventes não cobertas na lista acima seriam, no item 36, 38, 42, 46 etc., os irmãos, primos, sobrinhos ou outros parentes da pessoa de referência terem cônjuges e/ou filhos e todos morarem no mesmo domicílio. As possibilidades com famílias conviventes são ainda maiores.

Obs. 3: O IBGE ainda não tem ferramentas para registrar polifamílias, apesar de já haver jurisprudência a respeito no país.

Obs4 (adicionada pelo editor) : caso o projeto seja aprovado uma coisa é certa casais gays pagarão mais impostos e os seguros de saúde por exemplo ficariam mais caros já que não seriam mais reconhecidos como entidade familiar, os principais afetados neste caso são as crianças pela dificuldade de terem seus pais reconhecidos e neste caso poderá afetar casais héteros também em processos de adoção, partilha de bens e divisão de espólio nos casos de morte, o projeto diz reconhecer somente os descendentes nas famílias monoparentais, o que exclui a grabnde maioria dentro da diversidade familiar encontrada no Brasil; na ânsia de prejudicar casais homossexuais os nossos deputados estão criando uma aberração jurídica dificultando a  vida de toda a sociedade e criando incertezas principalmente nas relações civis futuras.

Eu tinha mencionado antes cerca de 30 arranjos familiares possíveis, mas fui conservador na minha estimativa, pois são muito mais. Apenas um tipo é atualmente reconhecido pelo Congresso Nacional. Por favor, ajudem a divulgar, sim? Obrigado! As famílias agradecem

Confira a lista elaborada pelo ativista Markos Oliveira dos deputados que votaram a favor e contra o projeto:

Deputados

 

 

(Visited 365 times, 1 visits today)