Por Leandro Oliveira.

Encabeçando listas de partidos mais corruptos nos últimos anos, o partido dos Democratas segue quase a mesma linha dos partidos já citados por esta série: PP e PR. Com 27 Deputados Federais na Câmara e 5 Senadores, o partido não cita LGBT em nenhum de seus programas e possui candidatos bem hostis aos gays.

O DEM está em evidência na mídia nos últimos dias, isto porque o ex-líder do partido no Senado, Demóstenes Torres (GO) está sendo investigado pela Polícia Federal por envolvimentos em um esquema ilegal de exploração de máquinas caça-níqueis em Goiás (leia mais aqui). Demóstenes é conhecido dos LGBT por ser um dos mais ferrenhos opositores do PLC 122 no Senado.

Mas não é só a homofobia de Demóstenes Torres que se destaca no partido. Outro político conhecido dos LGBT é o vereador Carlos Apolinário (SP). As tentativas de tirar a parada gay da Avenida Paulista e a implantação do dia do Orgulho Hétero na cidade de São Paulo, são alguns dos exemplos de ações de Apolinário na capital paulista.

Sobre o dia do Orgulho Hétero, os 7 veadores do partido votaram a favor do projeto. Além disso, os 2 deputados do partido pertencentes ao Conselho de Ética na Câmara votaram contra a continuidade do processo que pretendia cassar o mandato Deputado Federal Jair Bolsonaro (PP -RJ) por quebra de decoro. Os 3 vereadores do DEM na cidade do Rio de Janeiro também votaram a favor do Projeto de Lei de Carlos Bolsonaro (PP – RJ) que pretendia proibir materiais sobre orientação sexual em escolas públicas do município.

No que diz respeito a outras importantes leis e projetos votados, vale citar:

Dos 33 Deputados Federais que o partido possuía em 2010, 32 votaram a favor do aumento do próprio salário em 2010.

Mais recentemente, todos os deputados do DEM votaram a favor do Novo Código Florestal.

Também o partido teve 8 Deputados Federais que assinaram a PEC 99 de João Campos. Além de 6 deputados que tomaram posse em 2011 e que estavam sendo processados pela justiça.

Orientação de voto:

 

Saiba mais sobre a série “Eleições 2012” e orientação de voto clicando aqui.