Casamento Civil Jefferson & Marcos - Família Nascimento Muniz DominguesEm ano eleitoral é muito comum confusão entre casamento e união estável, como muita gente não sabe que lésbicas, gays e trans já podem se casar no Brasil, o Eleições Hoje procurou casais casados civilmente pra dar mais visibilidade a este direito, o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo já é permitido em todo o território nacional desde a resolução na CNJ em 2013, mesmo assim algumas pessoas acreditam que precisaria de autorização pra que acontecesse, outras parecem fingir não saber apenas pra desqualificar um direito já conquistado e é por causa destas que é importante a luta pelo casamento Igualitário em lei ou emenda à Constituição. Participe desta campanha! Basta entrar em contato conosco pelo e-mail [email protected]

Leandro Rodrigues e Thiago Rodrigues

Leandro Rodrigues e Thiago Rodrigues: Agora termos conta conjunta no banco e podemos comprar nossa casa usando o FGTS de ambos, temos também direitos a plano de saúde e só o fato de sabermos que não teremos problema de ninguém desamparar um ao outro em caso de morte como a divisão de nossos bens já nos deixa aliviados, com essas coisas sentimos que temos a segurança por sermos casados. Além de ser uma prova do nosso amor e podemos mostrar para a sociedade que não estamos juntos por mero passatempo e sim porque nos amamos… Isso é um direto nosso e não vamos desistir dele.

 

Vagno Fernandes e Wilton: Bom, logo depois do casamento resolvemos fazer uma pequena viagem a Bueno Aires. Logo dentro do avião passamos tiver que preencher a ficha da alfândega e uma das perguntas era se éramos casados ou solteiros. Ali pude perceber que juridicamente muita coisa passaria a ser diferente.

Vagno Fernandes e WiltonO primeiro passo foi unificar nosso plano de saúde. Atualmente pagamos somente um valor, pois, ele é meu dependente no plano. Um ano depois compramos nosso primeiro imóvel juntos. O casamento me deu mais segurança para comprar junto com ele e caso aconteça alguma coisa não teremos que ver nossos direitos sendo negociados em um tribunal.

O outro apartamento que temos foi alugado e, no contrato, ambos assinaram, mesmo ele sendo o proprietário em escritura. E foi legal ver os inquilinos com a surpresa de sermos um casal gay casados no civil. Se não fosse o casamente, talvez eles nunca soubessem.

O casamento traz visibilidade para nossa relação. Desde a atendente do telemarketing até a vendedora de seguro quando pergunta se somos casados e temos que dizer quem é nosso cônjuge e, com isso, conseguimos levar a mais pessoas a amplitude do nome família. Aqui no novo condomínio foi legal ver pessoas de 20 a 70 anos nos recebendo sem preconceito e sabendo que um novo casal gay iria se mudar. Outra questão foi saber que temos garantido a responsabilidade que um tem sobre o outro em caso de doença. Eu tinha receio que se um dia acontecesse algo, ele ficasse em um hospital e eu não ter prioridade de vê-lo ou cuidar dele. Toda vez que eu pensava na possibilidade da família impedir que eu o visse eu ficava com falta de ar.

Daniel Usão e Pedro SantosDaniel Ursão e Pedro Santos: A decisão da CNJ em reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo nos alegrou muito. Não só por ser uma vitória conquistada após muita militância, mas também porque tirou os homossexuais da invisibilidade. Sem leis que nos nomeie, somos considerados apenas desvios da sexualidade. A partir do momento que somos reconhecidos, nos tornamos pessoas para a sociedade.

Já vivíamos uma vida de casados há muitos anos antes de nos casarmos legalmente, mas se casar civilmente e ter os direitos reconhecidos na burocracia brasileira nos deu a segurança de não sermos apenas amigos que moram juntos. Agora podemos intervir juridicamente em tudo o que se refere ao casal, sejam com assinaturas em hospitais, trâmites bancários, benefícios específicos para casados em empregos, compra e aluguéis de imóveis, adoções, heranças, seguros e pensões. Até ao tirar vistos para viagens internacionais tivermos um tratamento diferenciado como casal.

Alexandre e Daniel

Alexandre e Daniel

Ter a segurança do reconhecimento legal de um direito que deveria ter sido básico há tanto tempo foi algo que trouxe um sentimento de segurança que fez uma diferença que nunca teríamos imaginado que aconteceria quando éramos apenas casados simbolicamente.

Alexandre Melo Franco Bahia e Daniel Morais: nós ganhamos dignidade e reconhecimento. Não somos um casal de “segunda categoria”, não somos cidadãos de segunda categoria. Somos IGUAIS, nem mais, nem menos e temos resguardados direitos e obrigações como qualquer outro casal.

Fabiana Nunes e Jeni Prado: Muitas crianças tem no imaginário ideal se casar com o príncipe ou princesa dos seus sonhos… E hoje para muitos meninos que sonharamFabiana e Jeni com seus príncipes encantados, e meninas com suas princesas de vestidos longos podem realizar o intento. Isso graças à aprovação da lei que válida o casamento civil homoafetivo. Mesmo não tendo tido quando criança essas aspirações, consegui ter a oportunidade de vivenciar uma época em que o tabu está começando a ser quebrado; uma época em que o fato de eu amar uma mulher e querer passar a vida ao lado dela, compartilhar não só momentos triste e felizes, mas direitos também. Com muita luta conseguimos realizar nosso sonho que pode refletir e motivar muitos outros que porventura ainda estejam oprimidos ou injustiçados.

Carlos Tufveson e Andre Piva - Foto da revista ÉPOCA

Carlos Tufvesson e Andre Piva – Foto da revista ÉPOCA

Carlos Tufvesson e Andre Piva: Carlos contou ao Eleições Hoje as suas dificuldades em realizar seu casamento, quando marcaram a festa com mais de 700 pessoas um juiz negou o seu direito, mas mesmo assim manteve a celebração, mais tarde o casal conseguiu o direito de se casar no civil e fez um evento mais intimo com familiares e amigos próximos. Em entrevista à ÉPOCA disse:

““Pois é… Casamos. Hoje, depois de 17 anos de luta, por não aceitar que minha relação de amor, reconhecida como tal por minha família e amigos fosse reconhecida como de fato é: um casamento. Foi finalmente reconhecida diante das leis do nosso país. Vou dormir emocionado de imaginar como o verde e amarelo de nossa bandeira tem as mesmas cores para nós”.

“Na hora da assinatura das testemunhas no documento oficial, quase todos os convidados queriam registrar a presença – a certidão de casamento passou de mão em mão, como um objeto raríssimo. “Fico feliz por ver que meus sobrinhos e todas as crianças aqui presentes crescerão num país mais justo, em que os mesmos direitos têm os mesmos nomes. A partir de hoje sou tão cidadão como qualquer um. Antes, tinha apenas os mesmos deveres, mas 120 direitos nos eram negados. Nosso país não poderia crescer nessa farsa”, avaliou Tufvesson, em tom de desabafo e alívio.”

Alexandre Rocha Nascimento e Rafael Nascimento: Foi um dia inesquecível conseguimos reunir 78Alexandre e Rafael amigos e familiares no cartório para a cerimônia civil em uma comoção de alegria, hoje temos orgulho de assinarmos com a mudança de nones, e falarmos com cabeça erguida quando somos indagados: estado civil? Casado, nome da esposa? Rafael e vemos aquela cara assustada mais tendo que nos respeitar!!! Hoje sentimos nossos direitos guardados e respeitados como qualquer cidadão pagador de impostos, enfim vivemos a plenitude do amor homossexual como qualquer heterossexual.

As fotos e as informações abaixo foram gentilmente cedidas pela campanha do Casamento Igualitário no Brasil, liderada pelo Deputado Jean Wyllys do PSOL.

Lana e LunaCasamento Lana & Luna (10 de Agosto de 2013, em Araraquara/SP)

“Foi um dia mágico, cheio de emoções e lágrimas de felicidade e que concretizou nossa união de quase 5 anos.  Foi também a 1ª cerimônia de casamento homoafetivo da cidade de Araraquara/SP.
Acreditamos que o amor deva ser celebrado.  Então, para os que ainda sonham, para os que ainda juntam forças, para os que ainda travam tantas e tantas batalhas, dividimos com vocês os nossos sorrisos: para que vocês saibam que, apesar das dores, apesar da não aceitação, apesar dos desafios, é possível sim encontrar sorrisos e fazer da sua vida uma jornada que valha à pena. A minha família (Lana) não estava presente no casamento (embora tenham sido convidados). Ainda não aceitam e hoje estamos distantes. A dor que isso causa, cada um de nós sabe. Mas que nenhuma dor jamais roube o espaço da felicidade, que nenhuma lágrima de tristeza ganhe de lágrimas de alegria. Estamos aqui, cada um de nós, para construir a NOSSA própria história. Que você possa se orgulhar da sua como nos orgulhamos da nossa. Felicidades à todos. E que lutemos [email protected] por um mundo melhor e mais justo.

ps: Também somos conhecidas como Helena Paix e Del Torres do Sapatilhando e do Parada Lésbica. “

Gilberto Braga e Edgar Moura Brasil

O autor de novelas Gilberto Braga se casou com Edgar Moura Brasil depois de 40 anos de relacionamento.

“A cerimônia – conduzida pela juíza Maria Vitória Riera – foi realizada esse sábado, 22 de março, no apartamento do casal, no Arpoador, no Rio. Eles ficaram noivos em dezembro, em Paris. Entre os cerca de 50 convidados, Gloria Pires, Fernanda Montenegro, Dennis Carvalho, Deborah Evelyn, Nazaré e Oskar Metsavaht, Lilibeth Monteiro de Carvalho e Silvio de Abreu. O bolo, low profile como os outros detalhes da festa, foi em homenagem aos cachorros do casal.

Gilberto Braga é um dos grandes autores da teledramaturgia nacional, responsável por abordar grandes temas de relevância social em sua novelas, além de ter um talento especial para a construção de tramas envolventes e grandes personagens.  Edgar Moura Brasil é um renomado e talentosíssimo decorador brasileiro. Parabéns ao casal!!”

João e Gilmarques

Casamento de João e Gilmarques

“Realizado no dia 20/07/2013 no Cartório do Mucuripe em Fortaleza-CE, fomos muito bem recebidos desde a solicitação até a data em especial. Foi algo simples, mais muito especial e emotivo. Planejamos sim uma festa de celebração do nosso casamento em breve. Até o momento ainda não caiu a ficha para nos dois, estamos muito felizes e cada vez mais sentindo orgulho de ser Brasileiro, graças a Justiça do nosso País.

Agora oficialmente casados João Queiroz da Silva e Gilmarques Agapito Costa Queiroz, quero compartilhar toda nossa felicidade com vocês e reforçar o nosso apoio daqui onde estamos Fortaleza-CE, a Campanha do Casamento Civil Igualitário para que isto se torne uma Lei, e que qualquer cidadão possa se casar com quem ama assim como nos tivemos essa oportunidade. João e Gil eternamente apaixonados!!!”

Jefferson & Marcos - Família Nascimento Muniz Domingues

Casamento de Claudio Nunes e Germínio Júnior. Jefferson & Marcos – Família Nascimento Muniz Domingues “No dia 19 de abril, em Vitória da Conquista- Bahia, foi realizado o casamento civil entre duas pessoas do mesmo sexo entre Claudio Nunes e Germínio Júnior. O juiz dr. Geraldo fez um” A certidão de casamento deles é a que está no início deste post

 

Casal Ferrari

Casamento do casal Ferrari Eu Matheus Regis Belisário sou Biotecnólogo, Mestre em Biologia Molecular pela UFPR, alterei meu nome para Matheus Regis Belisário Ferrari e o meu marido Arthur Rene Ferrari, Publicitário, manteve o seu nome.

Danilo e Leonardo

Danilo e Leonardo

Marcos e Juci

Marcos e Juci

Camila e Ana Casadas em Brasília

Camila e Ana Casadas em Brasília

(Visited 267 times, 1 visits today)